17 maio 2017

Falando sobre Sons of Anarchy

                                           

Temporadas:  sete temporadas (completa)Sinopse: Charming, uma pequena cidade fictícia no norte da Califórnia, nos Estados Unidos, habita o clube de motociclistas Sons of Anarchy. O grupo lida com atividades ilícitas como o tráfico de drogas e filmes pornô e é liderado por Clay Morrow (Ron Perlman) e Jax Teller (Charlie Hunnam). Além do esforço para conciliar a sua ocupação com a família e os filhos, eles tem de conviver com suas opiniões diferentes: enquanto Morrow opta pela tradição violenta, Teller se inspira no discurso revolucionário do diário de seu pai falecido.


     Já faz muito tempo que eu queria falar dessa série, mas o tempo foi passando e eu fui enrolando até que recebo a grata notícia de que ela vai ser retirada do catálogo da Netflix,porém mesmo sendo uma recomendação tardia, eu queria falar de Sons of Anarchy pra vocês.
A série conta com sete temporadas,cada uma contendo em média 23 episódios (sim,é longa!) comecei assistir a série depois de ficar sabendo que Stephen King era fã, inclusive ele fez até uma participação na terceira temporada, Sons of Anarchy é aquele tipo de série que se ama ou odeia,sua temática é densa,com direito a muita violência e drama que nos leva a diversos questionamentos.
Ali você percebe que ninguém é bom ou ruim por completo e que todos enfrentam um dilema, aprende também que uma mentira muda uma vida seja de forma positiva ou destrutiva (o que acontece na  maioria das vezes na série) então se você deseja algo mais descontraído ou leve não lhe recomendaria essa serie em hipótese alguma.
Contudo,se esse não for o seu caso prepare-se para uma boa maratona da série e aproveite para amar ou odiar determinados personagens,sugiro não se apegar a nenhum personagem, falando nisso,recomendo muito essa série especialmente ao público masculino,então meninas façam companhia  ao seu irmão, namorado  e etc... E mande ver!
No final de tudo,você estará de emocional bem abalado e descobrirá que ninguém está acima do bem e do mal. Boa série.

26 abril 2017

12 horas para sobreviver: O ano da eleição



Ano de lançamento: 2016
Gênero: suspense, terror
Tempo de duração:1h e 49min
Faixa etária:Não recomendado para menores de 16 anos
Sinopse:O policial Barnes (Frank Grillo) agora é o principal responsável pela segurança da senadora Charlene Roan (Elizabeth Mitchell), que planeja acabar de uma vez por todas a noite de crime. Em plena época de eleições, ela é uma das melhores posicionadas nas pesquisas e nova inimiga número um dos criminosos, que se armam para eliminá-la de qualquer jeito

Resenha do filme anterior ((Clique Aqui))

 Hey! Continuando com a resenha  da trilogia cinematográfica "Uma noite de crime",vou comentar um pouco sobre o segundo filme,que tem o titulo diferente dos outros da franquia, posso adiantar que aqui o clima é mais apreensivo do que do seu antecessor, vem conferir!

A eleição-doze horas para sobreviver tem um enredo totalmente diferente, mas com a mesma proposta, uma noite para cometer qualquer crime. Aqui a questão é mais ampla,uma vez que há uma politica lutando para acabar com tal evento, assim temos uma visão mais ampla de como e por que surgiu tal coisa,já que no primeiro filme as coisas são colocadas de um modo um tanto raso.

 Aqui a ação é maior,pois os conflitos são mais externos,porque acontecem durante uma fuga,a apreensão aumenta,não se fica naquele suspense de algo irá acontecer,outro ponto a se observar é que há uma critica social em relação aos impulsos violentos da sociedade e sobre o que o governo aparenta e o que ele realmente é,e como é perigoso se opor a seus mandatos.

Outra coisa que fica mais evidente,é a insanidade das pessoas,e ai vemos que a questão da purificação ser uma forma de reduzir os índices de violência é apenas uma fachada e que há algo muito maior e perverso por detrás disso.

Uma curiosidade interessante é que os acontecimentos do segundo filme ocorre posteriormente aos acontecimentos do terceiro,mostrando que a franquia não segue uma linha cronológica reta.

E ai,o que acharam? Pretendem assistir ou já assistiram? Contem aqui nos comentários!

19 abril 2017

[Resenhando contos] Mulheres Perigosas






Autor (a): George R.R Martin

Editora: Leya

Número de Páginas: 736 páginas.

Ano de lançamento: 2017

Sinopse: George R. R. Martin apresenta as mulheres mais perigosas dos livros de fantasia.No ano em que o filme Rogue One chega às telas com uma heroína que reina absoluta, forte e autônoma, você vai conhecer as mulheres mais perigosas da literatura de fantasia mundial. Editada por George R. R. Martin, esta antologia traz 21 histórias inéditas sobre magia, ciúme, ambição, traição e rebeldia para Joana D’Arc nenhuma botar defeito. Esqueça o estereótipo de mulheres vítimas e heróis másculos enfrentando sozinhos qualquer perigo. Aqui você irá encontrar mulheres guerreiras, intrépidas pilotas, destemidas astronautas, perversas assassinas, heroínas formidáveis, sedutoras incorrigíveis e muito mais. Assinado por monstros da ficção científica e fantástica como Brandon Sanderson, (“Mistborn”), Megan Lindholm (“A Saga do Assassino”, sob o pseudônimo Robin Hobb), Melinda M. Snodgrass, Caroline Spector (“Wild Cards”) e novos nomes da literatura jovem como Megan Abbott (A febre) e Diana Gabaldon (“Outlander”), o volume conta ainda com uma novela do próprio Martin sobre A dança dos dragões, a guerra civil que assolou Westeros dois séculos antes dos acontecimentos de A guerra dos tronos.

Mulheres perigosas é um livro simplesmente imperdível, daqueles que você não consegue parar de ler.

Prepare-se para todo o tipo de perigo e para perder o fôlego com essas mulheres mais que poderosas.


Livro gentilmente cedido pela editora Leya

  Sem dúvidas esses é um dos maiores lançamentos literários do ano (tanto pela sua grandiosidade em relação ao tamanho quanto pelo seu conteúdo) mulheres perigosas nos leva a um elevado patamar não só pelos seus vinte dois contos, como também pela sua diversidade de histórias.

  Imagine,você andando por uma espécie de amostra literária, onde poderá conhecer a escrita de diversos autores, e ainda sendo apresentados  a novos escritos de autores que você já conhece, não seria demais?! Então,essa antologia te proporciona exatamente isso,com um toque diferenciado,aqui as mulheres são donas da história, no sentido literal da expressão! Mulheres que amam,que matam,que salvam,mas que acima de tudo são protagonistas.

  Aqui podemos desfrutar de uma leitura que a narrativa pode acontecer no passado,presente ou futuro, dependendo do conto,sem falar na grande mescla de personalidades das protagonistas, de manipuladoras a sonhadoras, de ambiciosas a piedosas,cada conto é único seja pelo modo de escrita ou pela perspectiva do leitor. É possível notar que os autores tiveram a liberdade para se diferenciar um do outro,mesmo que a temática feminina fosse única,isso não delimitou ou muito menos prejudicou a obra,vale ressaltar que  no livro diversos gêneros estão presentes, drama,terror suspense,distopia e etc..

  Obviamente,alguns contos ira prender o leitor, mas que o outros, porém é praticamente impossível ficar insatisfeito por completo,já que há uma grande variedade de contos e sem falar que com certeza você já deve ter ouvido falar sobre algum autor presente no livro,sendo assim gostar de um conto ou não vai do pessoal mesmo,porém sem dúvida algum irá te conquistar.

Mulheres perigosas é perfeito para quem conhecer novos autores e histórias, tudo em isso em uma única obra.
   
imagem-fundo imagem-logo