22 dezembro 2014

[RESENHA] Espíritos de gelo




 Autor: Raphael Draccon


     Editora: Leya


Número de páginas:176


Ano de lançamento:2011


Sinopse: Espíritos de gelo é um livro que navega pelo tempo e investiga fenômenos mágicos. Resgata aspectos de culturas milenares ao passo que viaja pela contemporaneidade - envolvendo desde séries de TV e os mais novos roteiros de Hollywood a bandas de rock e suas histórias surpreendentes. Seus personagens vivem e revivem histórias que parecem... verdadeiras lendas urbanas. Neste livro, nada, absolutamente nada, é previsível. Quais são os limites físicos e psicológicos de um ser humano? O que ele é capaz de suportar? Quem pretende entrar no universo de Espíritos de gelo e descobrir isso precisa se preparar para viver emoções intensas - pois quando amor, dinheiro e poder se misturam qualquer final pode ser trágico. "Se você não se lembrar do que aconteceu nas últimas horas, nós faremos com que sofra ainda mais, como se estivesse em um dos Nove Círculos do Inferno... "



       Espiritos de gelo é aquele livro do qual o titulo te engana,você espera uma coisa e vem outra totalmente diferente,quando o comprei esperava que fosse algo de fantasia/terror,mas o que me veio foi uma obra atual,cheio de referência á cultural pop atual e com uma história que não envolvia espiritos.


   Não é um livro com um enredo fofo,e sim com rock,sexo regadas á certas polêmicas,bem adulto não dando espaço para fantasias,e sim começando com um certo mistério de como o protagonista foi parar naquela situação e conforme desenrola a história descobrindo o seu inicio pelo meio,á base de dor e tortura que nos deixa apreensivos em cada página.


   Narrado em primeira pessoa,conhecemos um protagonista imaturo e um tanto convencido,mas que reconhece seus erros ao longo da trama,porém ainda sim,não é aquele  que inspira simpatia por não ser nenhum tipo de herói ou algo do genero

  Espíritos de gelo é um livro que contém um ar amador,e que mesmo te levando á momentos de apreensão você agradece por não ser um livro com muitas páginas.

05 dezembro 2014

Resenhas Boxes e sagas- Saga Encantadas

   Vamos abrir mais um novo marcadorzinho aqui no blog,especialmente para resenhar boxes e sagas,funcionará assim: Cada livro pertencente á saga/box terá uma mini resenha,com o objetivo de ser direto e especifico,sem muitas delongas.

 
  E pra começar bem por aqui vou falar sobre a saga "Encantadas",composta por três livros: Veneno,feitiço e poder,vamos conhecer um pouquinho mais de cada livro dessa saga Incrível?! Então vem!




 Autora: Sarah Pinborough

Editora:Única

Ano de lançamento:2013





Livro: Veneno- Vol I


Número de páginas:224


Sinopse:   Sexy, sarcástico e de prender a respiração! Para os fãs de Once Upon a Time e Grimm, Veneno é a prova de que contos de fadas são para adultos! Não existe “Felizes para sempre”! Você já pensou que uma rainha má tem seus motivos para agir como tal? E que princesas podem ser extremamente mimadas? E que príncipes não são encantados e reinos distantes também têm problemas reais? Então este livro é para você! Em Veneno, a autora Sarah Pinborough reconta a história de Branca de Neve de maneira sarcástica, madura e sem rodeios. Todos os personagens que nos cativaram por anos estão lá, mas seriam eles tão tolos quanto aparentam? Acompanhe a história de Branca de Neve e seu embate com a Rainha, sua madrasta. Você vai entender por que nem todos são só bons ou maus e que talvez o que seria “um final feliz” pode se tornar o pior dos pesadelos! Veneno é o primeiro livro da trilogia Encantadas, e já é um best-seller inglês. Sarah Pinborough coloca os contos de fadas de ponta-cabeça e narra histórias surpreendentes que a Disney jamais ousaria contar. Com um realismo cínico e cenas fortes, o leitor será levado a questionar, finalmente, quem são os mocinhos e quem são os vilões dos livros de fantasia! Palavra da editora: Veneno é um livro tenro como uma maçã envenenada. Belo como os vilões costumam ser. Sarcástico como príncipes mimados. E sem finais felizes porque já estamos bastante crescidinhos! (E, ainda assim, é um dos finais mais chocantes da ficção atual!) Para fãs de séries de TV e histórias picantes e divertidas, Veneno é puro entretenimento! 
   
    Imagine um branca de neve boazinha,porém bem diferente da que já vimos nos contos de fada,imaginou? Pois é isso que vemos no livro "Veneno",o livro realmente mostra ao que veio quando diz que contos de fadas não é para adultos e que finais felizes não funcionam para os mais crescidinhos.

    A obra nos proporciona uma leitura rápida e empolgante,com todo seu erotismo e surpresas,demonstrando que nem tudo é que parece e que até a maldade tem motivos para acontecer mesmo não sendo tão justa.

  "Veneno" é um livro que nos faz repensar em todos os vilões e princesas que tanto fizeram parte da nossa infância.





   

Livro: Feitiço- Vol II

Número de páginas:248

Sinopse:Cuidado com o que você deseja! Para fãs de Once Upon a Time e Grimm, a série Encantadas prova que contos de fadas são para adultos! Você se lembra da história da Cinderela, com sua linda fada madrinha, suas irmãs feias e um príncipe encantado? Então esqueça essa história, pois nesta releitura de Sarah Pinborough ninguém é o que parece. Em um reino próximo, a realeza anuncia um baile que encontrará uma noiva para o príncipe e parece que o desejo de Cinderela irá ganhar aliados peculiares para ser realizado. Contudo, não será fácil: ela não é a aposta de sua família para esse casamento real, e sua fada madrinha precisa de um favorzinho em troca de transformar essa pobre coitada em uma diva real. Enquanto isso, parece que Lilith não está muito contente com os últimos acontecimentos e, ao mesmo tempo em que seu reino parece sucumbir ao frio, ela resolve usar sua magia para satisfazer suas vontades. Feitiço é o segundo volume da trilogia iniciada com Veneno, um best-seller inglês clássico e moderno ao mesmo tempo em que recria as personagens mais famosas dos irmãos Grimm com personalidade forte, uma queda por aventuras e, eventualmente, uma sina por encrencas. Princesas, rainhas, reis, caçadores e criaturas da floresta: não acredite na inocência de nenhum deles! Palavra da editora: Nada é o que parece no segundo volume da saga encantadas! Em Feitiço, Cinderela, com seu desejo desmensurado de fazer parte da realeza, fará qualquer coisa para obter atenção do príncipe. Mas seria mesmo este um final feliz?


     A Cinderela apresentada nessa obra não é a moça humilde que vemos nos contos de fadas,claro que ela tem madrasta e irmãs,porém nem tudo é o que parece nessa relação,Cinderela é ambiciosa e sabe o que quer: um homem rico capaz de tirá-la daquela vida.


   Porém quando ela consegue isso com uma ajudinha de alguém inusitado,a máxima de " tome cuidado com o que deseja" se torna real e a história toma um rumo com mais ação e vemos a partir dai a história do primeiro livro se entrelaçando com esse.


   Com um final surpreendente,romântico sem deixar de lado toda a essência dessa saga que a cada livro consegue nos conquistar cada vez mais.




Livro: Poder- Vol III

Número de páginas:224

Sinopse:Acordar uma princesa pode ser letal. Para fãs de Once Upon a Time e Grimm, a série Encantadas prova que contos de fadas são para adultos! Quando um príncipe mimado é enviado pelo seu pai para tentar desvendar os mistérios de um reino perdido, ninguém imagina os perigos que ele encontrará pela frente! Acompanhado da figura sóbria e sagaz do Caçador e de Petra, uma jovem valente que possui uma ligação muito forte com a floresta, o príncipe acaba encontrando um reino adormecido por uma estranha magia. Todos os seres vivos foram cercados pela densa mata e estão dormindo, em um sono pesado demais, que só poderia vir da magia. Mas que tipo de bruxaria assolaria uma cidade inteira e seus habitantes? E, principalmente, quem faria mal a uma jovem rainha tão boa e tão bela? A não ser, claro, que os olhos não percebam o que um coração cruel pode esconder... Poder é o terceiro volume da trilogia Encantadas, e traz como história principal o conto da Bela Adormecida. Porém, esqueça os clichês tradicionais e se entregue a uma nova visão dos contos de fadas, em que heróis e anti-heróis precisam se unir para não perecerem à beleza superficial de princesas e rainhas egocêntricas e aos príncipes em busca de aventuras.


    Quem por algum motivo se decepcionou com o segundo livro da série,fará as pazes com ela quando ler o último livro da saga,vemos aqui  a história das duas "Belas" mescladas: Bela adormecida e a Bela e a fera,com o enfoque na primeira,neste livro percebemos que há uma certa volta no passado e que o enredo dos livros anteriores se fecham no segundo.

     Mais surpreendente do que nunca,poder nos revela um enredo obscuro e macabro e até um pouco dramático,o erotismo também está presente  na trama de uma forma muito sombria e explicita,mas muito bem colocada pela autora,sem ficar apelativo.

  O que também intriga em "Poder" é uma craterazinha para uma possível continuação,o que sem dúvida faria os leitores desta saga muito felizes!



E ai gente? Curtiram esse tipo de resenha? Me deixem feliz,deixando o comentário de vocês! Beijos♥

19 novembro 2014

[RESENHA] Ele está de volta

                                                                          Autor(a): Timur Vermes
                                                           
                                                                                         Editora:Intríseca


Número de páginas: 300


Ano de lançamento:2014

                                                      
                                                          


              Sinopse: Berlim, 2011. Adolf Hitler acorda num terreno baldio. Vivo. As coisas mudaram: não há mais Eva Braun, nem partido nazista, nem guerra. Hitler mal pode identificar sua amada pátria, infestada de imigrantes e governada por uma mulher. As pessoas, claro, o reconhecem — como um imitador talentoso que se recusa a sair do personagem. Até que o impensável acontece: o discurso de Hitler torna-se um viral, um campeão de audiência no YouTube, ele ganha o próprio programa de televisão e todos querem ouvi-lo. Tudo isso enquanto tenta convencer as pessoas de que sim, ele é realmente quem diz ser, e, sim, ele quer mesmo dizer o que está dizendo. Ele está de volta é uma sátira mordaz sobre a sociedade contemporânea governada pela mídia. Uma história bizarramente inteligente, bizarramente engraçada e bizarramente plausível contada pela perspectiva de um personagem repulsivo, carismático e até mesmo ridículo, mas indiscutivelmente marcante. 





 Bom,já faz um tempo que eu lí esse livro e estava com vontade de resenhar pra vocês,mas no meio de toda a "confusão",eu acabei atropelando ele com outros livros,mas de hoje não passa,e a resenha será dele! "Ele está de volta",então vem dar um olhadinha nessa resenha!



   Tudo é bem presumido nesse livro,o titulo você já pode imaginar do que se trata e pela capa você já tem quase certeza de quem se trata,mais ainda sim se surpreende com o livro pelo tom cômico que ele possui,que não é aquela coisa escrachada,é um comédia inteligente em tom de humor negro.


   A narração da obra em primeira pessoa foi importante,porque de uma forma ou outra os pontos de vista malucos de Hittler ficam bem convincentes e não cria subterfúgios para segundas intenções,se tornando muito claro as intenções do nazista mesmo que sejam absurdas e a primeira vista sem nexo para nós que sempre vemos os horrores causados por tal regime.


 Enfim,o autor se saiu bem em transformar um assunto tão pesado em algo leve,sem falar na inteligência dos diálogos  e das situações ocorrentes da obra

   "Ele está de volta" é um livro que te faz rir,mas sem deixar esquecer que tudo o que Hittler defendeu não teve a menor graça.

02 novembro 2014

[RESENHA] Um sorriso ou dois




       Autor(a): Frederico Elboni
    
       Editora:Benvirá

       Número de páginas: 222

       Ano de lançamento:2014

       Sinopse: Para Frederico Elboni, não existe certo ou errado quando os sentimentos estão em pauta. O que importa é encontrar harmonia e equilíbrio entre quem somos e o que fazemos; entre nossas ações e nossa perspectiva diante da vida. E, consciente de que mulheres trazem na bagagem alguns conflitos internos em relação ao mundo e aos homens – e haja conflito! –, esse jovem autor se dirige a elas: mulheres apaixonadas, decepcionadas, ingênuas, destemidas... Todas ansiosas por palavras que as façam abrir em seu rosto um lindo e incessante sorriso. Ou dois.




     Galera! mais um resenha hoje! E é a primeira de um livro brasileiro do qual eu me identifiquei muito,"um sorriso ou dois" do Frederico Elboni,com uma leitura simples e despretensiosa o livro tem como intenção mostrar um pouco mais do universo que é um relacionamento á dois,então vamos ver mais alguns aspectos dele ? Então vem comigo!

   Um sorriso ou dois é aquele tipo de livro que na maioria das vezes faz você se identificar com algo na sua vida,seja um frase,uma situação ou um texto,Ele é divido em três estilos: crônicas, contos e ensaios sobre relacionamentos,o autor colocou suas próprias experiências na essência de algumas passagens do livro,há uma leveza mesclado com bom humor que faz toda a diferença,é perceptível que Frederico não teve papas na língua na hora de retratar certas situações,isso se vê em algumas palavras mais "chulas" colocadas lá.

    É importante ressaltar que é uma leitura indicada para mulheres não influenciáveis,que sejam maduras (não em questão de idade,mas em questão de pensamentos) pois sendo o contrário o livro pode soar como uma certa manipulação,fazendo as mulheres esperar por situações que não acontecem de uma hora pra outra,então vá com calma!


   E enfim,esse livro é uma leitura super leve daquelas que faz a gente refletir e sorrir por sua descontração,daquele tipo que você vai ler mais devagar só pra aproveitar mais!

27 outubro 2014

[RESENHA] Selvagens.


 Autor(a): Dom Winslow

Editora:  Intrínseca

Número de páginas: 288

Ano de lançamento: 2012

Sinopse:  Ambientalista e filantropo nas horas vagas, Ben comanda um negócio de venda de maconha em Laguna Beach. Ao lado de seu parceiro, o ex-mercenário Chon, ele fatura lucros consideráveis e mantém uma clientela fiel. No passado, quando seu território foi invadido, Chon tratou de eliminar a ameaça. Agora, porém, eles parecem estar diante de uma força da qual não podem dar conta: o Cartel de Baja, do México quer tomar a região e avisa que não irá aceitar uma negativa como resposta. Quando os dois amigos se recusam a recuar, o cartel reforça a advertência sequestrando Ophelia, companheira e confidente dos rapazes. O sequestro deflagra uma gama alucinante de negociações habilidosas e reviravoltas inacreditáveis, que deixarão os leitores ansiosos para descobrir o custo da liberdade e o preço de um grande barato. Uma engenhosa combinação entre o suspense carregado de adrenalina e a reportagem policial, Selvagens é um thriller alucinante, escrito por um mestre do gênero no auge de sua carreira. 

   



    Resenha,galera! Hoje eu vou resenhar sobre o livro "Selvagens",comprei ele há mais ou menos um mês,e não tava muito segura pra falar sobre ele aqui no blog,mas relendo-o nessa semana tomei coragem e lá vamos nós,saber um pouquinho mais sobre ele.

   Bom,sabe aquele livro que te persegue? Você vê em em todos os sites,em todos os blogs de literatura,mas ainda sim não vai com a cara dele,mesmo a capa sendo bem legal e a sinopse bem atrativa? foi isso que ocorreu comigo,até um certo dia que eu decidi dar uma chance a leitura dele e sinceramente não me arrependi nenhum pouco.


       "Selvagens" tem uma leitura que não é convencional,que é mais ou menos assim: é em terceira pessoa que mantem uma espécie de diálogo com o leitor diretamente,o que torna o livro divertido e escrachado até,mas ainda sim que pretende ler deve estar preparado para a história e a narração ousada do autor,digamos que não é uma leitura familiar.


     Outra coisa que nos chama atenção,é a forma com que os personagens são descritos,com quase ou nenhum romantismo,todos muito realísticos,principalmente os vilões,sem falar que a narração tem uma pitada de critica social aos padrões de nossa sociedade e até a forma hipócrita com que convivemos para tentar viver melhor


Enfim,o que se pode dizer no final das contas sobre "Selvagens" é que ele é um livro ousado,sexy e irreverente.

29 setembro 2014

[RESENHA] Esposa 22

                                                                   Autor(a): Melanie Gideon


Editora:  Intrínseca


Número de páginas: 397


Ano de lançamento: 2012

Sinopse:Alice e William Buckle se casaram apaixonados. Mas, dois filhos e quase vinte anos depois, Alice está entediada. Por isso, quando recebe um convite por e-mail para participar de uma pesquisa on-line sobre casamentos, ela aceita num impulso. Respondendo às perguntas enviadas por um pesquisador anônimo e carismático (Pesquisador 101), Alice (Esposa 22) tem a oportunidade de reexaminar a história do próprio relacionamento.


       Hey galera inconstante! Bom,estamos aqui para mais um resenha de um livro que pessoalmente me surpreendeu muito de uma maneira super positiva que foi o "esposa 22",de imediato me bateu aquela vontade de fazer resenhar,sem nem ter feito um rascunho básico no meu caderno do blog,então aqui vou eu falar um pouco desse livro pra vocês,let's go!


       A primeira coisa que se pode dizer esse o enredo do livro é que ele é bem atual,mesmo que o enredo foque em uma mulher casada há mais de vinte anos,o livro faz um enfoque da vida cotidiana que envolve tudo,desde possíveis problemas com transtorno alimentar com a filha e a possivel homossexualidade de filho de 12 anos,até a vida online que é onde Alice "começa" a sua história com pesquisador 101 através de uma pesquisa enviada por ele.


   A partir dai vemos o conflito de Alice consigo mesma sobre sua relação com o marido,ao mesmo tempo que o ama,sente que o casamento não é mais o que foi no passado e que sua atração virtual pelo pesquisador 101 lhe atinge de forma bem real,á ponto de questionar sobre a sua suposta felicidade conjugal ao lado de William,seu marido.

     O livro trata de temas como homossexualidade,decepções e desencontros amorosos de uma forma bem leve,descontraida,de forma que nos leva á um certo humor,nos trazendo uma leitura agradável e até rápida graças aos diálogos virtuais presente nele,uma coisa que se faz incomodar são as perguntas,já que você só ver as respostas da Alice,mas logo no final,temos todas as perguntas feitas pelo pesquisador 101,então tudo se encaixa muito bem.

  Por fim, o livro pode ser um tanto previsível,mas isso não prejudica em nada a leitura,pois a sua descontração prende o leitor de tal forma que mesmo você terminando o livro,irá sempre dá um relida naquelas partes mais engraçadas ou em suas favoritas!

        Então é isso galera,espero que tenha curtido a resenha e besos! :* 


    

24 setembro 2014

Nova categoria no blog e um tutorial de como salvar suas fotos no Orkut!

    Gente,eis me aqui mais uma vez pra anunciar uma nova categoria no blog,que vai se chamar "Gifts e Tutos,o nome já duz muita coisa,não é? Aqui eu postarei alguns tutos e downloads diversificados,música,livros,materiais para edição...Enfim vale tudo!


   Iremos inaugurar hoje,com um tutorial de como salvar seus álbuns do orkut de uma forma fácil e rápida,então vamos ver?


    Bom,é inevitável, o orkut está próximo do seu fim e ai bate aquele desespero,como salvar suas fotos? Pode ser uma por uma,mas ai é chato sem falar que se perde muito tempo e até mesmo você se perde,dependendo do número de fotos a serem salvas,então antes de bater aquele desespero maluco conheça a ferramenta Google Takeout,que faz uma espécie de Backup do seus arquivos do orkut e também em outros serviços do Google se necessário.


    Então vamos ao Tutorial?

   
    1-Acesse o Google Takeout ((Clique))

    
   2-Acesse a conta do Orkut da qual você deseja salvar suas fotos


  3-Clique no botão "Create an archive".




4. Desmarque a opção "Select all" e selecione somente o Orkut.

5. Ao lado do botão vermelho, em "Change", você pode escolher o formato para salvar os seus dados: .ZIP, .TGZ e .TBZ. Caso os seus dados ultrapassem 2 GB, a opção .ZIP agrupa tudo em mais de um arquivo. (Obviamente é importante que você tenha WinRAR  ou qualquer outro programa que "deszipe" seus arquivos para que você possa salvá-los seja no pc ou em seu pen-drive





6. Clique no botão "Create archive".

7. Espere. Os arquivos serão preparados. O Google mandará um e-mail para você quando o processo estiver pronto. Depois, é só fazer o download e "deszipar" seus arquivos para onde você deseja salvá-los.





    Fácil,não é, gente?

22 setembro 2014

[RESENHA] A verdade sobre o caso de Harry Querbet.

   
Autor(a): Joël Dicker

Editora:  Intrínseca


Número de páginas: 576


Ano de lançamento: 2014

Sinopse: Aos vinte e oito anos Marcus Goldman viu sua vida se transformar radicalmente. Seu primeiro livro tornou-se um best-seller, ele virou uma celebridade e assinou um contrato milionário para um novo romance. E então foi acometido pela doença dos escritores. A poucos meses do prazo para a entrega do novo original, pressionado por seu editora e por seu agente, Marcus não consegue escrever nem uma linha.
Na tentativa de superar seu bloqueio criativo, Marcus decide passar uns dias com seu mentor, Harry Quebert, um dos escritores mais respeitados do país. É então que tudo muda. O corpo de uma jovem de quinze anos - desaparecida sem deixar rastros em 1975 - é encontrado enterrado no jardim de Harry, junto com o original do romance que o consagrou. Harry admite ter tido um caso com a garota e ter escrito o livro para ela, mas alega inocência no caso do assassinato.
Com o intuito de ajudar Harry, Marcus começa uma investigação por contra própria. Uma teia de segredos emerge, mas a verdade só virá à tona
Depois de uma longa e complexa jornada.Um extraordinário livro de suspense, uma história de amor e um thriller excepcional, A Verdade Sobre O Caso Harry Quebert escapa a todas as tentativas de descrição. Nada do que você leu antes poderia prepará-lo para este livro.






  Hey galera,depois de um longo tempo sem postagens no blog,hoje vou resenhar o livro " A verdade sobre o caso de Harry Querbet",então vamos á mais uma resenha do Leitura Inconstante? Então vem!

    O livro já começa impressionado,há duas páginas de inicio só para as criticas (positivas) das maiores publicações no mundo,como Le Monde,El país,Vanity fair e por ai vai,achei isso um pouquinho de exagero,não tendo em vista a qualidade do livro,mas sim que isso provavelmente não é um parâmetro que todos vão gostar do livro em sí.

     O romance em sí,é um romance dentro de outro romance,o que não é complicado para o entendimento do leitor,a obra mostra além da história de um possível homicídio passional,o pior drama de em escritor em ascensão: A falta de inspiração para um best-seller (até quem escreve de forma amadora,já deve ter sentido tal drama na pele!) além de você sentir um ar um tantinho realístico quando lê pela primeira vez a sinopse do livro.

    Mesmo assim,o livro não perde seu foco em nenhum momento,e conforme ele se eleva,ele se mostra uma trama meticulosa,onde um minimo detalhe da história de todos os personagens envolvidos pode fazer toda a diferença.E ainda há algo interessante: os 31 conselhos para se escrever uma grande obra.


   Porém,como nem tudo pode ser flores,há coisas que me incomodaram,como por exemplo que a mesma história poderia ter sido contada em menos páginas e o amor relatado entre Nola e Harry e um tanto desenfreado e até mesmo um tanto doentio e nessa cota ainda há partes em que os diálogos são clichés e até mesmo sofríveis por ser tão meloso e piegas.

     Enfim,"A verdade sobre o caso de Harry Querbet" é um misto de uma obra que prende e cansa ao mesmo tempo,com um grande golpe de publicidade pelas criticas tão positivas dos meios de comunicação.

06 setembro 2014

Nostalgias- Orkut

     




     Hey gente,vamos inaugurar essa categoria com essa rede social que marcou época na vida da muita gente! Aliás foi lá que muitos deram um pontapé inicial em suas vidas sociais online,e ainda por cima lá você era  90% bacana, 70% sexy e 80% confiável. Bom,o orkut ainda está por ai,mas bem próximo do seu fim,já que encerrará suas atividades no dia 30 de setembro,o site até lá continuará funcionando normalmente,porém já não aceitará a abertura de novas contas.


       Seu Criador

      O Orkut é uma rede social filiada ao Google, criada em 24 de janeiro de 2004,levando o nome do seu fundador ,Orkut Büyükkökten, engenheiro turco do Google,inclusive o orkut foi um projeto paralelo enquanto seu criador estudava na Universidade de Stanford.


Orkut Büyükkökten

O Inicio
     O orkut começou de uma forma um tanto privilegiada,pois só conseguia abrir uma conta com um convite fornecido pelo próprio Google através de um e-mail e Depois de algumas semanas, as pessoas que já tinham perfil receberam o direito de enviar 10 convites a amigos,essa estratégia acabou dando muito certo,porque ao mesmo tempo que o orkut parecia algo muito privado,ele despertava a curiosidade de outras pessoas.

Comunidades
     A comunidade mais antiga do Orkut,é a da Universidade de Stanford, criada pelo próprio criador do Orkut. Atualmente, ela possui mais de 840.000 membros.E a maior comunidade nos dias de hoje é  "eu odeio acordar cedo" que conta com em torno de 4 milhões de membros.



Aplicativos
O Orkut contava com mais de 600 aplicativos. Os mais populares eram o BuddyPoke , Colheita Feliz,minifazenda e o cafémania, entre tantos outros.


Designs


















Selos do orkut





Então gente,eu poderia prolongar ainda mais essa postagem,falando sobre os scraps fofinhos,depoimentos safadinhos secretos ou até mesmo dos micos que muita gente pagou pelas comunidades ai da vida,mas como eu sei que não to com tempo pra tanto e nem vocês com paciência pra ler mais ainda,então encerro por aqui e até mais!

26 agosto 2014

[Resenha] Gossip Girl (As Delícias da Fofoca)

Autor(a): Cecily von Ziegesar

Editora:  Galera Record


Número de páginas: 253
Ano de lançamento: 2012

Sinopse:Neste primeiro volume, a estonteante loira Serena van der Woodsen volta de uma longa viagem que fez a Europa, depois de ter sido expulsa de seu colégio europeu. Mas parece que sua melhor amiga Blair Waldorf não está tão contente com sua volta. Só de pensar que a sua amiga iria tomar seu posto de mais popular do colégio já sentia calafrios. É então que uma série de fofocas e boatos sobre Serena começam a rolar pelo mundinho destes adolescentes, deixando-a afastada de todos. Era tudo o que Blair queria: ser o centro das atenções e manter seu namorado Nate longe da rival. Será que Serena irá agüentar tanta solidão? 




 Bom gente,é sempre dificil fazer uma definição única sobre a maioria dos livros que leio,porém lendo o livro Gossip Girl (As Delícias da Fofoca) só meio uma definição á mente: absolutamente superficial,mesmo levando em conta o enrendo,idades dos personagens e tudo mais,nada justificou isso para mim.

    Isso acontece por inúmeros motivos,o enrendo não prende (prova disso é que eu dei uma pausa na leitura e só retomei semanas depois,sem sentir ainda menor vontade de ler) os personagens e suas ausências de complexidades e do surrealismo de diversas situação de adolescentes que tem uma idade,mas vivem como se tivessem o dobro dela.


  Achei a coleção de livros em PDF vagando na net e por isso confesso que se eu tivesse comprado  ela,eu estaria (amargamente) arrependida,por falar em coleção,não irei falar nada sobre a série televisa baseada no mesmo,porque eu não a acompanhava.


    

   Mas nem tudo está perdido! O livro é bom pra quem quer uma leitura descompromissada  e por que não dizer fútil (?) já que a obra é um prato cheio para as fashionistas de plantão com citações de nomes de tantas grifes famosas.

   Encerro por aqui minha resenha espero que tenha gostado!

02 julho 2014

[RESENHA] Os Descendentes.

 



Sinopse: Matthew King já foi considerado um dos homens mais afortunados do Havaí. Um de seus ancestrais, um missionário, casou-se com uma princesa havaiana, o que faz de Matt um descendente real e um dos maiores proprietários de terra da região. Mas agora sua sorte mudou. Suas duas filhas estão crescendo, e ele sente que perdeu o controle sobre elas. Scottie, de 10 anos, gosta de descobrir as coisas por conta própria e é ávida por atenção. Alex, de 17, é uma ex-modelo que atravessou um período turbulento com o uso de drogas. E sua mulher, a bela e carismática Joanie, acabou de sofrer um acidente de lancha e está em coma no hospital. Matt não consegue viver sem ela, mas a situação o obriga a enfrentar seus próprios fantasmas. A família, a partir de agora, será de sua responsabilidade, e ele terá de conhecer melhor suas duas filhas, em uma jornada de autoconhecimento e superação. 




      E  ai gente? Hoje vou falar um pouquinho do livro "Os Descendentes" .Esse foi um tipo de livro que comprei meio que "ás cegas",só lí sua sinopse e pronto,fui em frente na compra! Então ai vai a resenha dele para vocês.
   
     A primeira coisa perceptível foi o seu acabamento e qualidade,o livro é grosso,obviamente parecendo maior do que é,mas isso se deve a qualidade e a grossura da folha,que diga-se de passagem é muito boa,amarelinha e grossa do jeito que nós leitores gostamos!

 Agora vamos ao enredo,se tratando de um drama familiar pode-se dizer que  a estória é um tantinho parada,mesmo com a descoberta de uma traição,o ritmo da narrativa se mantém fluindo de modo devagar,há um pouco de humor,porém nada escancarado,proporcionando apenas uma leveza na narrativa.

"O sol brilha, os mainás cantam, as palmeiras balançam, e daí. Estou no hospital e tenho saúde. Meu coração bate como deve. Meu cérebro dispara mensagens em alto e bom som. Minha esposa jaz no leito hospitalar, ereta, posicionada do jeito que as pessoas ficam ao dormir em aviões, o corpo rígido, a cabeça caída para o lado. Suas mãos estão no colo."



    É legal notar que na trama,a autora conseguiu repassar á cada personagem uma personalidade única,cada um com seus medos,dramas,amores e desgostos,aqueles tipos de personagens que são pessoas normais,daqueles que você poderia até conhecer e conviver na sua rotina. Matthew mesmo sendo o chefe da família é um homem que não receio de demonstrar seus medos e fraquezas,e isso sem dúvida proporcionou uma certa beleza no enredo.




   "Parece achar normal minha desaprovação. Conseguiu sua história afinal de contas, e está começando a ver o quanto a dor física é mais tolerável do que a dor emocional. Não estou gostando que ela aprenda isso tão cedo na vida."




    Talvez algo que não agrade tanto nesse enredo,é o falta de surpresas ou de emoções,já que não é um livro do qual você vai ter vontade de chorar e tal. E  há também o final,que pra mim foi bastante previsível,sinceramente achei que poderia ter sido um pouquinho mais empolgante.

    Contudo,o livro vale á pena a sua leitura!





Espero que tenham gostado,até a próxima! ;)

      

27 junho 2014

[RESENHA] O Salmão da dúvida.

   

    
  Sinopse:Douglas Adams mudou a cara da ficção científica com a série interplanetária O Mochileiro das Galáxias. Infelizmente, ele fez sua própria viagem para além da Terra cedo demais, deixando milhares de fãs órfãos. Agora mais uma vez os leitores vão poder se deleitar com a sagacidade desse grande autor. 

Reunindo textos encontrados no computador de Adams após sua morte, este livro traz uma coletânea de histórias, resenhas, artigos e ensaios inéditos, além de oferecer um retrato raro da personalidade do homem por trás da obra: a devoção aos Beatles, o ateísmo radical, o entusiasmo pela tecnologia, a luta obstinada pelos animais em vias de extinção. 

Mistura de homenagem póstuma ao autor com último presente a seus fãs, O salmão da dúvida é profundo, excêntrico, provocante e divertido. Entre arraias-jamantas, alienígenas de duas cabeças, teorias quânticas e sinfonias de Bach, você vai encontrar: 

• Dez capítulos do livro em que ele trabalhava quando morreu.
• Um ensaio filosófico questionando a existência de Deus.
• Comentários sobre a constante evolução da tecnologia.
• Um conto protagonizado por Zaphod Beeblebrox.
• Relatos sobre sua infância, seus traumas e seu nariz.

    E ai gente? Bom,quem leu sobre o autor da semana que foi o Douglas Adams,deve ta lembrado que eu citei o livro "O Salmão da dúvida",pois é gente,essa semana foi do Douglas aqui no blog! (Nem deu pra perceber que eu sou fã rs)

      Pois bem,o livro O Salmão da dúvida,é uma reunião de material encontrado do HD de Douglas,material que jamais havia sido publicado por ele e que só veio á tona agora,esse livro foi lançado recentemente aqui no Brasil,mas ele já havia sido lançado em outros países.


   O livro é uma mistura de biografia,com histórias aleatórias vividas e contadas pelo próprio Douglas Adams,fora as entrevistas concedidas por ele para várias publicações falando sobre vários assuntos,e também há as estórias,que no caso é o livro não terminado e um conto protagonizado pelo Zaphod Beeblebrox.


      A partir daí, a história perde a graça, porque um mês depois recebi minhas calças e fui aceito de volta nos círculos respeitáveis da sociedade. Mas não se engane, eu ainda carrego as cicatrizes dentro de mim – e, embora me esforce ao máximo para tomar o mundo pelas rédeas, escrevendo best--sellers e… (bem, é basicamente isso, para dizer a verdade), se em algum momento eu parecer desajustado, antissocial, triste e corcunda aleijado emocional (quando digo isso, estou pensando acima de tudo nas manhãs de domingo de fevereiro),a culpa é toda dessas quatro semanas em que fui obrigado a usar calças curtas em setembro de 1964.

      Eu pessoalmente,tenho a impressão de que se esse material fosse divulgado pelo próprio Douglas,obviamente não teria o mesmo significado,contudo o livro se tornou um grande presente para os fãs,principalmente para aqueles que só a obra dele,depois de sua morte.No livro é possível ter a visão dele sobre os assuntos que ele tanto entendia e gostava,e até mesmo uma visão de si mesmo e sua carreira,e o melhor disso tudo,é o tom de como tudo isso é contado,você tem a sensação de se tratar de textos que algum amigo seu escreveu sobre sí mesmo.
        

“A Austrália é como Jack Nicholson – ela para bem na sua frente e ri muito alto na sua cara, de forma altamente ameaçadora e criativa. Na verdade, é menos um país e mais uma espécie fina de camada de civilização semidelirante que vive ao redor de um vasto deserto, repleto de calor, poeira e criaturas saltitantes

     Mas,nem tudo são toalhas,o livro me causou também uma certa angústia e por quê não dizer tristeza? Era visível a paixão de Douglas pela vida e também era visível que ele tinha muitos planos para seu futuro,o que eu particularmente achei triste para alguém que teve uma partida tão repentina do nosso mundo.

“O tempo estava tão feio que mal merecia ser chamado de tempo, então Dirk resolveu chamá-lo de Stanley”

    Então galera,espero que tenham gostado e até a próxima! :D

19 junho 2014

E a culpa é mesmo das estrelas?

   Recentemente surgiu uma ''febre literária'' chamada a ''culpa é das estrelas'',não se pode ter dúvidas de que realmente o livro é um grande sucesso graças á grande comoção que ele causa em seu público,fazendo com que seus leitores se emocionem.Mas a questão é: Qual é a culpa do sucesso?




      O enredo a primeira vista é um tanto dramático;a história narrada é por Hazel portadora de uma grave doença que vê sua vida modificada quando começa a frequentar um grupo de apoio,lá ela conhece August,um rapaz bonito e carismático,mas que também possui uma grave doença.

     A partir dai,vemos o desenrolar de um romance que também envolve outros valores,como amizade verdadeira,a aceitação,o conflito e o aprendizado de conviver com a perda de quem realmente amamos (Spoiller?)




  Muitos dizem que a culpa do sucesso, é a comoção que a narrativa causa em seus leitores,outros dizem que a simplicidade e o carisma com qual a história é narrada, os conquistam.


    A questão que fica no ar é se o sucesso de ACEDE é resultado de uma boa obra literária realmente ou se trata apenas de uma febre juvenil, ou se a junção desses fatos é que provoca tal sucesso no mundo todo.

[RESENHA] As Crônicas de Nárnia

  

Sinopse: Viagens ao fim do mundo, criaturas fantásticas e batalhas épicas entre o bem e o mal - o que mais um leitor poderia querer de um livro? O livro que tem tudo isso é O leão, a feiticeira e o guarda-roupa, escrito em 1949 por Clive Staples Lewis. Mas Lewis não parou por aí, seis outros livros vieram depois e, juntos, ficaram conhecidos como As crônicas de Nárnia.


Nos últimos cinquenta anos, As crônicas de Nárnia transcenderam o gênero da fantasia para se tornar parte do cânone da literatura clássica. Cada um dos sete livros é uma obra-prima, atraindo o leitor para um mundo em que a magia encontra a realidade, e o resultado é um mundo ficcional que tem fascinado gerações.

Esta edição apresenta todas as sete crônicas integralmente, num único volume magnífico. Os livros são apresentados de acordo com a ordem de preferência de Lewis, cada capítulo com uma ilustração do artista original, Pauline Baynes. Enganosamente simples e direta, As crônicas de Nárnia continuam cativando os leitores com aventuras, personagens e fatos que falam a pessoas de todas as idades, mesmo cinquenta anos após terem sido publicadas pela primeira vez.

[RESENHA]


  Bem,galera...aqui estou eu com a segunda resenha do blog que é menos do que "As Crônicas de Nárnia"  -volume único,que a proposito vale bem mais á pena do que comprar toda a série separada,sem falar que é  a mais fácil de ser encontrada nas lojas


“Sabemos o que acontece quando uma pessoa tem esperança de obter uma coisa desesperadamente desejada; parece bom demais para ser verdade”


   De inicio é um tipo de leitura muito simples,com uma narrativa bem simplória e cômica,que a primeira coisa que vem á cabeça é que o livro trata-sede uma história exclusivamente para o publico infantil,á ponto de não ter vez com um publico mais velho.Contudo com o passar da história,a narração se mantém simples,porém a impressão de que o livro é entendiante para um publico mais velho,some por completo!

"Nárnia, Nárnia, desperte! Ame!Pense! Fale! Que as árvores caminhem!Que os animais falem! Que as águas sejam divinas!"

   Com o decorrer da história,percebemos o quão a história é magica,não só pelo seu conteúdo,mas também pelo fato de ser capaz de prender marmanjo em uma séries de histórias consideradas infantis e falando nisso,outro fator interessante e ver como as histórias ser interligam seja em maior ou em menor grau e com várias lições são passadas através de cada história presente no livro.

"Embora a prisão deles esteja unicamente em suas próprias mentes, eles continuam lá. E tem tanto medo de serem ludibriados de novo que não conseguem livrar-se."

   E assim no final dessa leitura,percebemos o quanto " "As Crônicas de Nárnia" é capaz de despertar nossa criança que por vezes fica tão escondida em nossa personalidade,e nos revelando a magia que sonhamos em nossas lembranças de infância ,nos lembrando que Nárnia realmente existe para todos que acreditam nela e que mesmo após 50 anos depois de sua publicação ainda é possível acreditar nesse mundo!

Nem tudo está perdido como parece… sabe, coisas extraordinárias só acontecem a pessoas extraordinárias, vai ver é um sinal que você tem um destino extraordinário, algum destino maior do que você pode ter imaginado.
imagem-fundo imagem-logo