18 junho 2014

[RESENHA] Como eu era antes de você

       Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.

        Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro

[RESENHA]

         Antes de mais nada,um aviso: Se não quer se emocionar,passe longe desse livro e quando eu digo "emocionar'',não me refiro somente ao ato de chorar,se sentir triste (claro que isso irá acontecer) me refiro ao ao ato de sentir a mesma emoção expressa pelos personagens.

Reparei que ele parecia determinado a não lembrar em nada com o homem que tinha sido; (...). Seus olhos cinzentos tinham marcas de cansaço, ou de desconforto que ele sentia o tempo todo (...). Eles levavam o olhar vazio de alguém que está sempre alguns passos afastado do mundo a seu redor. Às vezes, eu me perguntava se aquilo não era um mecanismo de defesa de Will, já que a única maneira que encontrou de lidar com sua vida foi fingir que não era com ele que aquelas coisas estavam acontecendo.
Pág 45



        O livro tem todos os ingredientes para se tornar uma história de amor impossível açucarada,daquelas de dar enjoos mostrando que com o amor tudo é possível,tudo se supera,porém não é bem isso que acontece,mesmo sendo uma leitura fácil,agradável o livro por vezes tem uma certa carga dramática se tornando mais envolvente ao leitor,tratando de assuntos delicados,como o "suicídio assistido" e até que ponto o amor nos move.


  Se você tivesse se preocupado em me perguntar, Clark. Se, por uma vez, tivesse me consultado sobre esse tal passeio ao ar livre, eu teria dito a você. Detesto cavalos e corrida de cavalos. Sempre detestei. Mas você não se preocupou em perguntar. Decidiu o que gostaria que eu fizesse e foi frente. Fez o que todo mundo faz. Decidiu por mim.Pág. 139



      Ele é narrado inteiramente na primeira pessoa por Louisa,mas há alguns capítulos narrados por outros personagens,nos proporcionando uma visão mais ampla sobre toda  a história que ocorre,é interessante ver que nenhum personagem é perfeito,mas que todos tem uma certa razão na estória que ocorre.


 Estou fazendo tudo o que posso, Louisa, para impedir essa... coisa. Sabe o que estamos enfrentando. E estou apenas dizendo que eu preferiria, uma vez que Will gosta de você, que você tivesse esperado mais um pouco para esfregar sua... felicidade na cara dele.  Como ousa sugerir que eu poderia fazer alguma coisa para magoar Will? Fiz tudo de tudo.  sibilei.  Fiz tudo em que pude pensar. Dei ideias, levei-o para passear, conversei com ele, li para ele, cuidei dele.  As últimas palavras explodiram do meu peito.  Arrumei as coisas dele. Troquei o maldito cateter. Fiz ele rir. Fiz mais do que a sua maldita família tinha feito.Pág. 212




      Um dos motivos que torna o romance tão interessante é sua realidade em tratar de assuntos que fazem parte da vida de todos,como a familia,as dificuldades tanto de relacionamento com o próximo ou financeira e por ai vai,mostrando que por mais que se tente,ou tenha meios,a vida não é perfeita para ninguém.


 (...). Ninguém quer ouvir você falar que está com medo, ou com dor, ou apavorado com a possibilidade de morrer por causa de alguma infecção aleatória e estúpida. Ninguém quer ouvir sobre como é saber que você nunca mais fará sexo, nunca mais comerá algo que você mesmo preparou, nunca vai segurar seu próprio filho nos braços. Ninguém quer saber que às vezes me sinto tão claustrofóbico estando nesta cadeira que tenho vontade de gritar feito louco só de pensar em passar mais um dia assim. (...).
Pág. 220

     Enfim,podemos dizer que"como eu era antes de você,se trata de uma literatura simples,porém emocionante e marcante,um tipo de leitura que podemos tirar lições e conhecimentos que se levam para toda uma vida.
  

3 comentários:

  1. Este livro é realmente intrigante já li a algum tempo e toda vez que reflito sobre ele tenho uma opinião diferente e um sentimento diferente também.

    ResponderExcluir
  2. Verdade,sem falar que pelo menos eu choro todas ás vezes que eu o leio,ele é um livro que consegue ser conflitante e emocionante♥

    ResponderExcluir
  3. Adoreeeei esse livro! Estou apaixonada por ele! E adorei a resenha tbm!
    Fiz uma resenha sobre Como eu era antes de você também! Vem conferir?
    https://happinessandlucky.wordpress.com

    ResponderExcluir

imagem-fundo imagem-logo