05 abril 2015

[RESENHA] A Terapeuta


                       Autor (a): Gaspar Hernández

                     Editora: Casa da palavra

                     Número de páginas:208

                     Ano de lançamento: 2014

                  Sinopse:  Héctor Amat é um ator que sofre  de ansiedade. Após testemunhar acidentalmente o assassinato de uma jovem, ele não se lembra dos detalhes do ocorrido e tem dificuldade de atuar de novo.
     Para aliviar a ansiedade e recuperar sua memória, Héctor consulta a psicóloga Eugenia Llort, a terapeuta que o tratou logo após o crime, numa ligação de emergência. Essa relação, no primeiro momento profissional, vai se transformar em um relacionamento de dependência que atingirá limites incomuns: Eugenia atende Héctor todos os dias no seu consultório e vai assistir a todas as exibições de suas peças, nas quais interpreta Dick Diver, o personagem principal de Suave é a noite.
     Mas como o seu próprio personagem, um psiquiatra que se apaixona por uma paciente, ele também, eventualmente, fica loucamente apaixonado por sua terapeuta.



     Tirando o pó do blog em relação á resenhas,eis-me aqui de volta pra falar do livro " A terapeuta-um romance sobre ansiedade",vou aqui falar  um pouco sobre ele e algumas impressões que ele me causou durante a sua leitura.


      A primeira coisa que eu percebi na trama foi uma certa melancolia,não é uma melancolia explicita,mas algo muito sutil que deixa a trama até com uma certa elegância e até um ar de mistério sobre alguns fatos que são revelados ao desenrolar da narrativa,alguns que surpreendem, outros nem tanto.

     Outra coisa que chama atenção é os dois personagens centrais da história,que ao mesmo tempo que criam laços,criam um interesse incomum entre psicólogo e paciente,o que faz o leitor indagar,se há algo á mais naquilo ou se  Eugenia é apenas uma psicologa muito dedicada mesmo,já em Hector além da ansiedade causada por uma situação traumática,há um certo tipo de baixa-estima,um ator que não se abrilhanta,apenas faz seu trabalho sem nenhuma apreciação por ele.


     É perceptivel que a ansiedade é o tema central do livro,não apenas um plano de fundo para alguma outra história que possa vir acontecer,seu final talvez não foi aquilo que eu havia esperado,mas sem dúvida acho que não deixou lacunas vazias sobre o que de fato aconteceu na vida de Hector e ainda mais no passado de Eugenia,essa parte talvez seja a mais interessante do livro.

   Sendo assim,a terapeuta se faz um livro para se refletir sobre esse mal que é tão presente na nossa vida,mas que na maioria das vezes é tão ignorado e subestimado .


    
O que eu mais gostei:

Do acabamento do livro,da narrativa que não foi cansativa,se tornando algo rápido para ler e da reflexão que nos leva sobre o transtorno da ansiedade


O que eu não gostei:

O livro é um tanto parado,e também há uma certa falta de humor,tornando-o um pouco enfadonho de se ler e também há  uma parte do enredo que não condiz muito com a  sua sinopse.
imagem-fundo imagem-logo