17 novembro 2015

[RESENHA] Amor e Memòria

             

 Autor(a):Ayelet Waldman
Editora:Leya
Número de páginas: 400
Ano de lançamento: 2014
Sinopse:Um deslumbrante medalhão e três homens: um capitão de infantaria americano, um israelense negociador de obras de arte roubadas pelos nazistas; um psiquiatra pioneiro de Budapeste do fim do século XIX. Suas vidas pacatas são viradas de cabeça para baixo por três mulheres fortes e independentes.

“Esse brilhante romance é cheio de reviravoltas e personagens cativantes.” Isabel Allende


“Waldman sustenta suas tramas múltiplas com confiança e riqueza de detalhes, criando personalidades complexas que se envolvem em uma série de acontecimentos bem urdidos.” The New York Times

Em 1945, na Áustria, os vitoriosos soldados americanos capturam um trem repleto de riquezas indescritíveis – objetos que haviam sido confiscados dos judeus pelos nazistas. Entre os tesouros estão pilhas de relógios de ouro; montanhas de casacos de pele; caixas cheias de alianças de casamento; porta-retratos de prata; castiçais de Shabat e heranças de família repassadas por gerações.

Jack, um inteligente nova-iorquino judeu, é o oficial encarregado de guardar o trem, uma responsabilidade que fica ainda mais complicada quando conhece Ilona, uma bela húngara que perdeu tudo em meio às devastações do Holocausto. Setenta anos depois, Natalie recebe de Jack, seu avô, um lindo colar com o desenho de um pavão com penas de pedras preciosas, que fora achado no trem. Dentro do medalhão, está a fotografia de uma mulher desconhecida.  Encarregada de devolver a joia à mulher da foto, Natalie deve mergulhar num submundo sombrio de negociantes de arte para descobrir a história por trás do medalhão. Mas se surpreende ao aprender sobre a vida fascinante de uma mulher feminista que lutou pelo direito de voto no final do século XIX em Budapeste.


Uma história de personagens brilhantes, Amor e memória é o melhor romance de Ayelet Waldman: uma obra ricamente detalhada que levanta questões difíceis sobre o valor das coisas preciosas em um momento em que a própria vida parece sem valor, e sobre as correntes invisíveis que nos prendem aos sofrimentos e às paixões do passado.

Sabe quando o livro é aparentemente perfeito pra você,mas ainda sim ele não é capaz de te prender? E obviamente não te motiva nem pouco a ir em frente na leitura? Foi exatamente isso que aconteceu com o livro amor e memória.Quer dizer ele possuia todos os elementos de uma ótima leitura,bem escrita,um bom enredo,se passava em um contexto histórico (amo história) e personagens que conseguiam cativar o leitor,mas ainda sim não houve nenhuma quimica literária entre eu e o livro.
  
  Mas ainda sim valeu á pena tentar investir na leitura,ele nos faz pensar nas adversidades que são ainda mais ressaltadas em periodo de guerra e também sobre os objetos que foram confiscados na época da segunda guerra,quantos significados e quantas histórias eles não possuem? Sinceramente o livro me fez refletir sobre essas coisas,algo que eu nunca tinha feito antes.

 A obra é dividida em cinco partes,porém não é um livro muito grande,e sem dúvidas é um presente para aqueles que amam história,é visivel o trabalho minucioso de pesquisa da autora,que ainda sim usa  muito dos sentimentos na narrativa,mesmo que perca a compostura no palavreados em alguns momentos,nada demais,na minha opnião.

 Amoir e memória não é um livro fácil,mas que ainda vale á pena se persistir em sua leitura

9 comentários:

  1. Pena que não tenha gostado do livro,mas a sua resenha está muito boa.

    ResponderExcluir
  2. Não é o meu gênero favorito, mas achei muito interessante a história, a forma como escreve prente a atenção.

    Beijos sucesso linda

    www.spoilermania.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado flor!
      Sucesso para todas nós 😎😘
      Bjs

      Excluir
  3. Gostei da sua resenha,muito sincera e bem justificada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘
      Obrigado!

      Excluir

imagem-fundo imagem-logo