29 dezembro 2015

Retrospectiva Literária





Fim de ano sempre e sinônimo de retrospectivas,e pessoalmente por mais que eu ache isso um tanto clichê,sempre é bom falar de livros,ainda mais aqueles que de uma forma ou outra agradaram ou marcaram de alguma forma.
  Entao sendo esse o último post desse ano,nada mais justo fazer uma listinha de alguns livros que nesse caso serao quatro livros que eu realmente achei bacana de ler.
   Confesso que não foi fácil selecionar esses livros,então desde ja espero que gostem e quem  sabe vocês não se empolguem com algum?


   Joyland (Stephen King)- Ah,gente,vocês não imaginam o quanto eu quero resenhar esse livro por aqui,mas a preguiça não ta deixando por enquanto,sendo um livro do mestre King,não é de surpreender pela sua escrita única!
   Ele e bem curtinho,mas nao deixa nada a desejar,o começo é um tanto divertido,o meio comovente e o final simplesmente lindo e comovente,daqueles que fazem muito marmanjo ir às lagrimas (ja vi testemunhos disso,ha!)
Então,fica aqui a minha primeira recomendação



Pulp (charles Bukowsky) Sabe quando você se impõem a ler um livro  por tanto compartilhar trechos de livros de um determinado autor? Então...Foi isso que aconteceu aqui,e eu  acabei escolhendo o ultimo livro publicado de Charles,sinceramente não o recomendaria pra quem deseja uma leitura mais culta,mas no meu caso o livro me caiu muito bem,insano divertido e reflexo de uma forma  totalmente desbocada.



Uma pequena casa de chá em Cabul(Deborah Rodriguez)   livros que se passam no oriente geralmente me atraem e nesse caso não foi diferente,com um enredo simples e personagens marcantes cada um do seu modo,o livro nos proporciona romance ao mesmo tempo que  retrata o drama de quem vive sob o medo e as tradições daquele local.
Ah,e se quiserem saber da minha opinião mais  ampla sobre esse livro,e so ler a resenha dele aqui no blog.

Um mais um (Jojo Moyes) Devido ao livro "como eu era antes de voce" a minha expectativa sobre esse era grande,mas Jojo Moyes não me decepcionou e com um enredo divertido,leve e ao mesmo tempo reflexivo,ela conseguiu agradar muita gente,sem falar nos personagens únicos,cada um com seus dramas e graças,enfim valeu muito a pena!
Quem quiser ler a resenha dele,so ver aqui no blog!


Espero que tenham gostado gente,até a pròxima!

18 dezembro 2015

Uma música, um personagem


   Sempre tem aquelas músicas que em algum momento marcou nossas vidas ou que até mesmo a gente se identifica,mas se isso se aplicasse aos personagens literários? Quais músicas se identificariam com suas histórias? Pensando nisso,o leitura inconstante fez uma pequena lista com alguns personagens e suas respectivas músicas,vamos conferir?

América Singer (A seleção) x És un drama (Dulce Maria)

Estar apaixonada por duas pessoas já é complicado,imagine quando um deles é seu amor desde infância e o outro é um príncipe lindo, educado e sensível á ponto de te conquistar? Ai sim que se torna um drama! Por isso,América teve esse merecido tema musical


Amy (Garota exemplar) x Blank Space (Taylor Swift)

  A mulher aparentemente perfeita que com o tempo se torna um pesadelo,por seus ciúmes e sua insegurança,tem até uma frase da música blank space que combinaria muito bem com Amy que e “Sou um pesadelo,vestido de um belo sonho”,então nem preciso dizer aqui mais nada.


Holly e Alex (A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida) x Lucky (Jason Mraz e Colbie Caillat)
Uma música que reflete bem o doce amor que surge em uma amizade,e é isso que acontece com Alex e Holly,mesmo que eles demorem um pouco a se entender é fofo ver como o amor deles persiste apesar de tudo.


Minnie( Diário de uma garota normal) x Tears Dry On Their Own ( Amy Winehouse)


 Essa entrou de última hora na nossa lista,mas se tem uma música que identifica Minnie,sem dúvida é essa,a bichinha sofre pelo amor errado, não é pouco,viu gente? Mais do que merecedora deste tema!

imagem-fundo imagem-logo