31 janeiro 2016

[Resenha] Em busca das borboletas






 Autor(a):Margarida Pizarro
Editora: Editora Chiado
Número de páginas: 400
Ano de lançamento: 2015
Sinopse: Maria Mendes, é uma luso-americana apaixonada por moda que decide mudar-se para Nova York em busca dos seus sonhos. Inseparável das suas melhores amigas Joan e Alicia, Maria vive uma amizade com laços profundos impossíveis de ser quebrados, onde as suas vidas entrelaçam-se em momentos lindos e hilariantes. O seu mundo aparentemente perfeito e de paz é alterado quando conhece o sexy e irresistível futuro candidato a Mayor, Dale Sloan. Sem conseguirem evitar, apaixonam-se perdidamente vivendo uma intensa história de amor. Mas as diferenças entre os seus mundos podem ameaçar a sua felicidade, manchando com dúvidas o futuro a dois que eles tanto ansiavam viver. Será que o amor vence todas as barreiras? Um romance que nos faz entrar, ao mesmo tempo, no mundo mágico da moda e na realidade viciante da política americana. Alegria, drama, acção, suspense, diversão, paixão e muito amor numa história mágica que nos leva a rir e a chorar.





    E eis-me aqui com mais uma resenha pra vocês! Dessa vez o livro escolhido é o "em busca das borboletas" da autora Margarida Pizarro,vamos conferir?
  O livro trata-se de um foi romance do qual a leitura flui com facilidade e pode-se dizer até que com uma certa rapidez,por ser uma história foram,leve eu sinceramente o indicaria para uma faixa etária mais team,adolescentes, mas obviamente isso não é um empecilho para que leitores mais velhos se interessem por ele, e um detalhe fofo é a capa,simples porém de alguma forma encanta!
   Para os amantes dos clichês  românticos devo dizer que o livro os possui e com uma certa evidência, a mocinha bela que arrasa corações, mas que não tem muita noção de sua beleza,as amigas que são como irmãs e é claro os belos mocinhos (óbvio) então, pra quem gosta daqueles romances com direito a participação da Starbucks, deliciem-se com tudo isso e sejam felizes!
 E por último e não menos importe,há uma certa musicalidade no livro que é bem interessante, mesclando músicas internacionais (em inglês e portuguesas) e até músicas do Brasil,e de cantores mais atuais e mais consagrados.
  E só pra avisar o final do ficou em aberto porque com certeza o livro terá uma continuação e outro detalhe: foi escrito no idioma do português de Portugal, mas isso não interfere em nada na leitura. Espero que tenham gostado da leitura e até a próxima!

19 janeiro 2016

Adeus á Alan Rickman -Quatro indicações de filmes





     E na semana passada tivemos a perda do grande ator Alan Rickman que morreu aos 69 anos de câncer, especula-se que o câncer estava localizado no pâncreas, porém isso não foi conformado pela família.
   Alan foi muito mais que o sisudo professor Snape em Harry Potter ou mais do que o cruel e elegante terrorista Hans Grubber em duro de matar,por mais que pareça que grande parte da mídia só conheça esses papéis, Alan foi muito mais além disso,graças ao seu talento que talvez não tenha sido tão valorizado como deveria.
   Para seus fãs sua morte foi uma perda irreparável, daquelas que deixa um certo vazio que não pode ser reposto,digo isso como uma fã assídua que sempre acompanhava seus trabalhos quando possível. Sua carreira mesmo tendo começado um tanto tarde para os padrões midiáticos se extendia além do cinema, indo também do televisão ao teatro que foi onde ele começou e foi sua grande paixão.
   Tendo tudo isso em vista,vou indicar aqui quatro filmes da extensa filmografia desse magnífico ator,espero que gostem!



Simplesmente amor=Esse  filme é ideal para quem ama romances de temática natalina,o diferencial deste filme é que o enredo se trata de várias histórias na qual a maioria se interligam mesmo que de forma mínima.
 São histórias quase todas bem realistas,mas todas engraçadas e cativantes,vai ser quase impossível não deixar escapar uma suspiradinha básica no final!




Snow cake -um certo olhar = Snow cake é um filme mais dramático que conta a atuação espetacular de Sigourney Weaver no papel de uma mulher autista que perde a filha em um acidente de carro.
O filme não só relata a dor décima perda,mas também a culpa de quem sobrevive, no caso de Alex,papel interpretado por Alan Rickman. Super índico esse filme pra quem curte um drama não exagerado.


 Quase deuses=Esse filme já se trata de uma biografia que relata a união do conceituado médico  pesquisador Alfred Blalock com o faxineiro Vivien Thomas,um homem com a inteligência privilegiada, mas que por ser negro não havia tantas oportunidade para ele,juntos eles revolucionam um campo da medicina.
  É importante ressaltar que o filme trata do preconceito racial que imperava na década de 30 e os conflitos e barreiras que ambos enfrentaram.




CBGB=Imagine conhecer um pouco mais do lugar que foi o berço do punk rock,onde bandas como Ramones surgiram? Essa é a proposta desse filme,contar a história do famoso bar em Nova York e de seu dono Hilly Kristal.
  Com um ar meio pulp,meio punk e mesclando elementos de cartunismo,o filme nos leva a uma viagem de conhecimento musical do punk rock,além das excelentes atuações,o filme possui uma ótima trilha sonora,aumenta o som!

12 janeiro 2016

[RESENHA] Estrada da noite




Autor(a): Joe Hill
Editora:sextante
Número de páginas: 320
Ano de lançamento: 2010 
Sinopse: Uma lenda do rock pesado, o cinqüentão Judas Coyne coleciona objetos macabros: um livro de receitas para canibais, uma confissão de uma bruxa de 300 anos atrás, um laço usado num enforcamento, uma fita com cenas reais de assassinato. Por isso, quando fica sabendo de um estranho leilão na internet, ele não pensa duas vezes antes de fazer uma oferta."Vou ´vender´ o fantasma do meu padrasto pelo lance mais alto..."Por 1.000 dólares, o roqueiro se torna o feliz proprietário do paletó de um morto, supostamente assombrado pelo espírito do antigo dono. Sempre às voltas com seus próprios fantasmas - o pai violento, as mulheres que usou e descartou, os colegas de banda que traiu -, Jude não tem medo de encarar mais um.Mas tudo muda quando o paletó finalmente é entregue na sua casa, numa caixa preta em forma de coração. Desta vez, não se trata de uma curiosidade inofensiva nem de um fantasma imaginário. Sua presença é real e ameaçadora.
O espírito parece estar em todos os lugares, à espreita, balançando na mão cadavérica uma lâmina reluzente - verdadeira sentença de morte. O roqueiro logo descobre que o fantasma não entrou na sua vida por acaso e só sairá dela depois de se vingar. O morto é Craddock McDermott, o padrasto de uma fã que cometeu suicídio depois de ser abandonada por Jude.
Numa corrida desesperada para salvar sua vida, Jude faz as malas e cai na estrada com sua jovem namorada gótica. Durante a perseguição implacável do fantasma, o astro do rock é obrigado a enfrentar seu passado em busca de uma saída para o futuro. As verdadeiras motivações de vivos e mortos vão se revelando pouco a pouco em A estrada da noite - e nada é exatamente o que parece.
Ancorando o sobrenatural na realidade psicológica de personagens complexos e verossímeis, Joe Hill consegue um feito raro: em seu romance de estréia, já é considerado um novo mestre do suspense e do terror.


     Primeira resenha do ano! Mas entao,gente,Movida pelo gosto recém adquirido por livros de terror e pela curiosidade sobre a escrita do escritor Joe Hill,adquiri o livro estrada da noite com grandes expectativas e sinceramente não me arrependi nenhum pouco,valeu muito á pena!
   Em seu primeiro romance Joe,conseguiu juntar esteriótipo de rockeiro fora de atividade em uma história sobrenatural sem fazer disso um cliché,algo que se pode ler sem ter o seguinte pensamento de que já leu aquilo antes.
  Além disso,todos os personagens tem um passado muito bem trabalhado,com seus traumas,arrependimentos e receios conturbados dos quais só acrescentou um valor mais realístico ao enredo e por falar em enrendo,realmente é surpreendente como o mesmo conseguiu evoluir e causar aquele suspense que só os bons autores de terror sabem causar.
 Um diferencial nessa narrativa é de que o autor não cria um anticlímax para o susto,e assim quando menos esperamos levamos um susto daqueles,não importando a situação,você nem consegue “adivinhar” quando será o próximo susto,aquele que vai nos deixar de cabelinho em pé,o que sem dúvida ajudou a me prender na história.
Estrada da noite se mostrou um livro atual,e que consegue cumprir o que prôpos,causar belos sustos em seus leitores



imagem-fundo imagem-logo