29 fevereiro 2016

Três clips marcantes de boybands

   Que jogue a primeira pedra a menina que nunca suspirou por uma boyband ,seja alguma atual ou aquelas que bombaram entre os anos 90 e o início dos 2000,também não era por menos,com ar de bons moços,bonitos e cantando na maioria das vezes sobre amor e desamor, eles tinham o "poder" de ser tornarem o sonho de consumo de muitas garotas ao redor do mundo.
  Pensando nisso,decidi fazer um post um tanto nostálgico, selecionei três clips que marcou essa geração boyband,então prepare-se para suspirar de saudades desses bons tempos.

Uptown  girl (Westilife)


A música que foi uma regravação de um sucesso de Billy Joel,fez também grande sucesso interpretado pelos rapazes do Westilife,e ainda com um direito a videoclip que ajudou Muito nesse sucesso e ainda tendo a participação da supermodel  alemã Cláudia schiffer.


As Long As You Love Me (Backstreet Boys)

O clip foi um tanto inovador para sua época, com efeitos especiais e muita coreografia, fez muito sucesso e além de que muitas meninas adorariam estar no lugar daquelas moças que eram juradas.

Bye bye bye ('N' sync)


O clip de bye bye bye fez um sucesso estrondoso na época que foi lançado, concorrendo e ganhando vários prêmios, o que não era pra menos,a idéia do clip foi moderna e criativa,fazendo com que muitas garotas quisessem substituir suas Bárbies por um boneco de um dos integrante da boyband (pena que isso nunca foi possível.


Espero que tenham curtido a lista,beijos!

15 fevereiro 2016

[RESENHA]Novembro de 63

Autor(a):Stephen King

Editora: Suma de letras

Número de páginas: 727

Ano de lançamento: 2013

Sinopse: A vida pode mudar num instante, e dar uma guinada extraordinária. É o que acontece com Jake Epping, um professor de inglês de uma cidade do Maine. Enquanto corrigia as redações dos seus alunos do supletivo, Jake se depara com um texto brutal e fascinante, escrito pelo faxineiro Harry Dunning. Cinquenta anos atrás, Harry sobreviveu à noite em que seu pai massacrou toda a família com uma marreta. Jake fica em choque... mas um segredo ainda mais bizarro surge quando Al, dono da lanchonete da cidade, recruta Jake para assumir a missão que se tornou sua obsessão: deter o assassinato de John Kennedy. Al mostra a Jake como isso pode ser possível: entrando por um portal na despensa da lanchonete, assim chegando ao ano de 1958, o tempo de Eisenhower e Elvis,carrões  vermelhos, meias soquete e fumaça de cigarro. 
Após interferir no massacre da família Dunning, Jake inicia uma nova vida na calorosa cidadezinha de Jodie, no Texas. Mas todas as curvas dessa estrada levam ao solitário e problemático Lee Harvey Oswald. O curso da história está prestes a ser desviado... com consequências imprevisíveis.
Em Novembro de 63, livro inédito de Stephen King, a viagem no tempo nunca foi tão plausível... e aterrorizante.





       Novembro de 63 é unanimidade entre os leitores de King,e depois de manté-lo meses encostado carinhosamente na minha estante,resolvi tirar a prova dos nove e posso afirmar com toda certeza que o livro merece todo o carinho que lhe é dedicado.
      Começando por sua diagramação, que já da pra perceber que todo o clima do enredo começa pela sua capa texturizada com o aspecto de jornal antigo,em  concordância  com a obra,sendo aquele tipo de capa que de alguma forma que faz gosto aos leitores que são detalhistas com a aparência de seus livros.
E em relação ao enredo,temos ali a realidade mesclada á ficção somada á um assunto que atiça nossa imaginação e faz a nossa cabeça girar um pouco que é a viagem no tempo,nesse caso percebemos a genialidade de King que com sua escrita fluida e simples descomplicou o assunto ao máximo dando os seu toque humano de romance,um pouco de humor e ação considerável, e falando em romance isso deu todo um diferencial na obra.
E também temos personagens verossímeis, que possuem toda uma história de vida que só acrescenta na história geral do livro tanto como os do passado e do presente, como por exemplo o personagem principal, o professor Jake Epping que tinha tudo para ser enfadonho,mas se torna cativante desde a primeira página e nos vemos prendendo o fôlego de tanto torcer por ele do início ao fim.
E uma curiosidade bacana, é que temos reencontro com um grupo de personagens que pertence a um grande clássico de King,leiam e descubram!
E enfim,Novembro de 63 com suas mais setecentas páginas ê aquele tipo de livro que não cansa,muito pelo contrário, te faz querer mais e é capaz de causar as emoções certas nos momentos certos. 

Obs:Essa resenha foi feita primeiramente para o blog Tablóide de sangue
imagem-fundo imagem-logo