26 abril 2016

Belas,recatadas e do lar (Só que não!)



   Hey,leitores inconstantes! Então,entrando na onda do bela,recatada e do lar,resolvi escrever sobre algumas personagens literárias que são um pouco aversas a esse titulo,mas que são um tanto adoradas (ou não) pelos leitores,vamos conferir?


  Ah! É importante lembrar que em nenhum momento minha intenção é zombar ou ridicularizar o artigo publicado em uma revista de grande circulação,minha intenção se trata apenas de entretenimento literário,ok?


 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Annie Wilkes (Misery)= Annie teria quase todos requesitos citados no titulo acima,tirando a parte do bela,Annie é recatada e do lar,mas só há um pequeno detalhe que acaba com isso,o fato dela ser uma psicótica surtada que mantém em cativeiro seu escritor favorito e ainda o tortura de diversas formas,ela lhe parece uma boa opção?


Bellatrix Lestrange (Harry Potter) =Essa é “bela” só no inicio do nome e nada de lar ou recato para ela,a Sra.Lestrange é adepta do sangue e tortura tudo em nome ao lord das trevas,bom,se tem algo que ninguém pode negar é a sua inabalável fidelidade ao seu mestre!

Amy Elliot (Garota Exemplar)= Eis uma personagem com todos os requesitos citados,bela,recatada(é talvez nem tanto) mas com certeza uma “moça” do lar,perfeita ou melhor exemplar! Pena que tudo isso se esvai quando ela revela a sua real personalidade,fazer o que,né? Não da pra ser perfeita  o tempo todo!

Cersei Lannister (As crônicas de fogo e gelo)= Se tem  um item da lista que a Cersei tem é o de bela,e isso ela não nega,mas os outros ela manda ás favas,pode até ser do lar,mas não porque gosta e o recatada é dispensável levando em conta seu relacionamento incestuoso com seu irmão gêmeo,que coisa não?

Espero que tenham gostado,até a próxima gente :)

11 abril 2016

[RESENHA] Mr.Mercedes





Autor(a):Stephen King
Editora: Suma de letras
Ano de lançamento: 2016
Número de páginas:391
Sinopse:Nas frigidas madrugadas, em uma angustiante cidade do Centro-Oeste, centenas de pessoas desempregadas estão na fila para uma vaga numa feira de empregos. Sem qualquer aviso um motorista solitário irrompe no meio da multidão em um Mercedes roubado, atropelando os inocentes, dando ré e voltando a atropelá-los. Oito pessoas são mortas, quinze feridos.
Em outra parte da cidade, meses mais tarde, um policial aposentado chamado Bill Hodges é ainda assombrado por um crime sem solução. Quando ele recebe uma carta enlouquecida de alguém que se auto-identifica como privilegiado e ameaça um ataque ainda mais diabólico, Hodges acorda de sua deprimente e vaga aposentadoria, empenhado em evitar outra tragédia.
Brady Hartfield vive com sua mãe alcoólatra na casa onde ele nasceu. Ele adorou a sensação de morte sob as rodas da Mercedes, e ele quer aquela corrida de novo. Apenas Bill Hodges, com um par de aliados altamente improváveis, pode prender o assassino antes que ele ataque novamente. E eles não têm tempo a perder, porque na próxima missão de Brady, se for bem sucedido, vai matar ou mutilar milhares. Mr. Mercedes é uma guerra entre o bem e o mau, do mestre do suspense, cuja visão sobre a mente deste obcecado assassino insano é arrepiante e inesquecível.


E é com grande satisfação que venho resenhar mais um livro de Stephen King, dessa vez o escolhido é o "Mr.Mercedes", o  novo lançamento do autor aqui no Brasil.Mr Mercedes é um livro que foge um pouco da zona de conforto de King por se tratar de um romance policial,mas isso não quer dizer é algo á lá Agatha Christie pois se trata de uma história mais prática e talvez menos sofisticado, o que de modo nenhum torna o livro ruim,muito pelo contrário!

  Nesse romance policial não precisa descobrir quem é o culpado,King nos entrega ele de bandeja e assim conhecemos Brady Hartsfield, um vilão que não possui um grande objetivo na vida apenas um ódio por todos que cruza o seu caminho e uma história de vida miserável, mas apesar de tudo ele se considera alguém razoável e sã para si mesmo,.

  E se a maldade de Brady é algo muito real,a depressão do herói Bill Hodges também é,a sua desmotivação em viver depois de se aposentar de uma carreira brilhante de policial  é perfeitamente compreensível e a virada disso acontece de forma rápida quando o estímulo certo se apresenta para ele (não, não irei dizer que estímulo é esse,quem ler,verá!) isso sem falar dos outros personagens tão bem construídos assim como os principais,a linguagem usada no livro é bem simples com direito até a alguns palavrões.

   O final da obra foi satisfatório e mais satisfatório quando se lembra que ela terá uma continuação já que a mesma faz parte uma trilogia.

 E ai o que acharam? E espero que tenham gostado, até a próxima!

05 abril 2016

[RESENHA] Afogados no nevoeiro.



autor:hugo simões
editora: capital books
número de páginas: 202
ano de lançamento: 2015
sinopsequando dois casais de amigos, patrício e jéssica e jimmy e rita, terminam os cursos superiores, decidem tirar uns dias num abrigo de montanha, para descansar e preparar os novos desafios profissionais que se avizinham.
mas as expectativas de descanso dos jovens depressa de dissipam, à medida que um estranho nevoeiro se vai acercando do abrigo e os vai envolvendo, originando comportamentos estranhos que os levarão ao limite da luta pela sobrevivência.
    "afogados no nevoeiro" é um thriller psicótico onde, através do horror, o autor agarra do leitor e o leva a questionar o sentido da sua própria existência.



           Um livro que se transforma conforme você o vai lendo,é assim que podemos começar a resenha do livro "afogados no nevoeiro". Tudo começa de forma leve, descontraída e absurdamente comum,dois casais,amigos Rita e Jimmy, Patrìcio e Jéssica,cada um com sua história e personalidade perculiar juntos rumo ao mesmo destino de uma viagem,uma cabana afastada de qualquer centro urbano.

    A obra mesmo sendo narrada em primeira pessoa pelo personagem Patrício nos proporciona uma visão bem ampla dos acontecimentos,mas ainda sim de início você não tem ideia de como uma simples viagem pode ser tão intensa e trágica. A forma que a trama faz o leitor ficar alerta com qualquer indício suspeito é incrível e assim você se prende a leitura enquanto imagina o que pode acontecer ali.
A ação do livro demora um pouco para acontecer,mas apesar disso,nada nos prepara para tal desfecho,ótimo para quem não curte aquele final óbvio e cliché. Outro ponto interessante do livro são as passagens intercaladas no livro que tanto narram lembranças ou devaneio de algum personagem, isso talvez confunda os leitores,mas nada que não se resolva prestando um pouco mais de atenção.

     O enredo há muitos elementos caacteristicos de suspense,o que particularmente me fez lembrar algo meio Stephen King ou Allan Edgar poe,quem gosta de ler esses dois autores,poderá ter a mesma sensação.
     Enfim,"Afogados no nevoeiro " é um livro atual é que será capaz de surpreender e prender o leitor!

01 abril 2016

Apresentação do autor Hugo Simões

  Hey ,leitores inconstantes! É com um imenso prazer e satisfação que venho apresentar mais um autor parceiro do blog, dessa vez  é o autor português Hugo Simões, que estréia na escrita com o  thriller psicólogico "afogados no nevoeiro ".Eis aqui uma apresentação do autor:

" Hugo Simões é um imigrante português que atualmente vive na França,onde além do seu emprego,ele dá asas à sua imaginação e escreve.o seu primeiro livro "Afogados no nevoeiro" mostra um esritor cheio de questões acerca de quem somos enquanto pessoas e qual a nossa missão neste mundo, um estilo de escrita que deixará seus leitores intrigados e inquietos."


l


    Vale dizer que seu romance de estréia está no top seis dos livros mais vendidos na Bertrand online,a maior rede de livrarias de Portugal,no gênero policial  e thriller psicólogo.O Leitura Inconstante será o primeiro blog brasileiro a resenhar o livro aqui no Brasil. E então,o que acham? Ah,e não percam,semana que vem postarei a resenha aqui,não se esqueçam!
imagem-fundo imagem-logo