06 abril 2017

[RESENHA] Diário de uma escrava

Autor (a) Rô Mierling
Editora: Darkside Books
 Número de Páginas: 240 páginas.
Ano de lançamento: 2016
Sinopse: Laura é uma menina sequestrada e jogada no fundo de um buraco por alguém que todos imaginavam ser um bom homem. Ela vê sua vida mudar da noite para o dia, e passa a descrever com detalhes sinistros e íntimos cada dia, cada ato, cada dor que o sequestro e o aprisionamento lhe fazem passar. Estevão é homem casado, trabalhador, pai de família, mas que guarda em seu íntimo uma personalidade psicopata. Ele percorre ruas e cidades se apossando da vida de meninas ainda muito jovens, pois dentro de si uma voz afirma que é dele que elas precisam. Mergulhando fundo nessa fantasia, ele destrói vidas, famílias e sonhos, deixando atrás de si um rastro de dor e morte.
  Narrado em parte em forma de diário, o livro acompanha mais de quatro anos da vida de Laura em um buraco embaixo da terra, período em que algo dentro dela também se modifica de uma forma inimaginável em busca da única maneira para sobreviver. Publicado originalmente na plataforma digital Wattpad, onde já teve mais de um milhão e meio de leituras, DIÁRIO DE UMA ESCRAVA apresenta um retrato duro, cruel, abominável, mas infelizmente corriqueiro no Brasil e em todo o mundo.
   Através de Laura, raptada ainda adolescente por um homem que ela chama de “Ogro”, a autora denuncia os diversos tipos de violência que muitas mulheres são obrigadas a suportar em silêncio e nas sombras da sociedade. O “Ogro”, um homem aparentemente comum, honesto e “acima de qualquer suspeita”, mantém Laura presa em uma casa afastada, onde abusa dela sexual e mentalmente, alegando ser ela o seu verdadeiro amor. Laura, compreensivelmente, só pensa em escapar dali. Mas agora ele parece estar mudando. Será que é o melhor momento mesmo para fugir?... Bem, isso você vai ter que ler para descobrir


Recentemente tive a oportunidade de finalmente ler o livro diário de uma escrava,depois de muita ansiedade e espera, confesso que não sei se valeu pena,não porque o livro seja ruim (não é) mas sim porque a leitura nos causa um sentimento de aversão, conflito.

      Diário de uma escrava é uma leitura forte,um soco literário no estômago, nenhum pouco indicado para menores de idade ou para quem tem estômago fraco e também para quem se impressiona fácil, mesmo aquele leitor que já é acostumado a algo mais hard ainda poderá se sentir afetado pela leitura,mais do que tudo porque o assunto abordado nele faz parte de uma realidade obscura e por vezes esquecida.

"Ela olhava para a janela e admirava a beleza da borboleta. Sempre foi apaixonada por borboletas. A multiplicidade de cores, a graça e a suavidade das asas. O efeito larva, casulo e borboleta era muito encantador. A liberdade do voo tinha um toque de mistério e perfeição. A borboleta pousou na sua janela. Era azul, preta e lilás. A menina nunca tinha visto uma assim. Era perfeita."

     No enredo acompanhamos Laura,uma menina que foi raptada e que agora vive em um buraco sendo constantemente abusada por um homem que ela chama de ogro,os abusos físicos e mentais são bem detalhados,o que pode incomodar alguns leitores,e ai percebe-se que a obra não tem a intenção de somente entreter o leitor,mas de também de alertar e conscientizar sobre esse triste "destino".

"E eu fico ali, chorando e sabendo que faz mais de quatro anos que fui sequestrada e a polícia não deve mais estar à minha procura. O único que sabe onde eu estou é aquele homem nojento que me estupra todo dia e a quem chamo de Ogro."

  Particularmente, não posso dar uma opinião objetiva,se me perguntassem se eu gostei da leitura e fosse para responder com sim ou não, eu não conseguiria dar tal resposta se eu não a justificasse,mesmo já tendo um pouco de noção  do que me aguardava,mas acho que o enredo não é do tipo para se criar empatia,o mesmo foi criado para alertar,chocar,ainda mais quando se pensa que foi baseado em alguns casos da vida real e no próprio livro temos alguns relatados no final.

   Nem mesmo pela protagonista eu consegui criar alguma empatia,claro que passei a leitura toda torcendo para que ela ficasse bem ou melhor dentro do possível,mas mesmo acompanhado a alteração do seu estado mental devido a tortura psicológica e seus conflitos, alguma coisa me fez não ter aquela afeição que criamos por alguns personagens e se no início já é assim,mas pro final é que não dá mesmo,e o que dizer do seu raptor? No mínimo asqueroso,e ao mesmo tempo mostra que pessoas da pior espécie, pode fingir perfeitamente um cidadão normal,do bem.

   Aos outros personagens,posso dizer que faltaram mais espaço para eles,e que possivelmente teriam potenciais se fossem melhor trabalhados dentro da obra, mas talvez isso seja só uma impressão muito particular.

   E por fim,não posso deixar de dizer que a edição da Darkside está maravilhosa, como sempre podemos esperar dessa editora,capa dura,beiradas das páginas multicoloridas e uma capa que pode até pegar de surpresa aqueles leitores mais desatentos,como eu pude presenciar.

"Ficava para trás a menina Ursinha, a Laura da mãe e do pai, a namoradinha do Mauro. Ficava para trás minha inocência, meu amor, minha paz, minha caridade e minha fé. Ficava para trás meu ser humano, e morava em mim agora uma escrava. Eternamente escrava."

   Enfim,diário de uma escrava,atinge muito bem o seu objetivo,com um enredo que não só nos alerta,mas também nos choca,não há menor beleza ou glamourização do que se passa ali,tudo se resume a sofrimento,dor e conflito.

   E vocês já leram? O que acharam? Gostaram da resenha? Me digam aqui nos comentários! Até mais,pessoal!

15 comentários:

  1. Olá Nayla!
    Não conhecia a obra e fiquei bastante curiosa pela trama. E chocada também, não imaginei que se tratava de nada disso. De fato, creio que a intenção da autora era alertar e chocar os leitores, para que estes se atentem mais. Deve ser uma obra difícil de ler e sinceramente também não saberia dizer se iria gostar ou não, se teria estômago ou não. Mas talvez seja uma leitura necessária, quem sabe... Espero ter oportunidade de ler algum dia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Eu não conhecia o título, mas fiquei bem curiosa quanto ao desenvolvimento e com certeza gostaria de poder conferir. Acho interessante que além de toda a importancia da temática, consegue atingir o objetivo de demonstrar todo o sofrimento exposto. Não tenho dúvidas de que a edição deve estar maravilhosa, a editora sempre se destaca muito. Adorei poder conferir suas impressões a respeito.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Eu já fiz a leitura do livro, tem resenha no meu site e essa foi uma das resenhas que mais chocou as pessoas. Bom, Diário de uma Escrava é um livro que trata a realidade de algumas meninas de forma nua e crua, e não é um livro para qualquer pessoa, até porque os acontecimentos são bem pesados, por isso eu costumo dizer que é um livro relativo, dependente muito da pessoa que for fazer a leitura dele, ele tem um público especial, não é para qualquer pessoa! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Eu achava a capa desse livro linda mas nunca me aprofundei pra saber do que se trata. Quando li Serial Killers, já fiquei impressionadíssima pois eram casos reais. E acho que é importantíssimo tratar casos assim, pois alguns esquecem que coisas como essa ainda acontecem. Eu quero ler, mas me deixa aflita saber que é tão forte.

    ResponderExcluir
  5. Olha eu não conhecia essa obra, mas sinceramente já é um livro que eu não pegaria para ler, porque nao curto nada assim que seja muito forte e que mexa com o emocional sabe? Porque eu sou bem emotiva e já tem tanta desgraça no mundo que mais um em um livro não acho bom, mas por outro lado como tu disse, serve para que as pessoas reflitam e vejam como há casos como esse tendo por ai e que as pessoas fecham os olhos e ignoram. Infelizmente a realidade é assim mesmo. Nem posso imaginar as coisas horriveis que a personagem viveu durante a historia, mas me pareceu ser bem sofrido. E o pior é não aguentar os abusos e chegar aos extremos como tanta gente chega perdendo a vontade de seguir em frente. Mais eu sinceramente, como eu disse, não leria, porque eu sou uma pessoa que fica bastante impressionada com as coisas e por isso acabo evitando certas leituras. =/

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2017/04/novidades-literarias-10.html

    ResponderExcluir
  6. Oii, tudo bem?
    Ouvi falar bastante dessa obra, e pelo que li parece ser um livro bem forte (ainda mais tendo estupros no meio). Já li "A cor púrpura" e é um livro bem difícil também... pretendo ler "Diário de uma escrava", mas vou esperar o momento certo. Tenho que estar preparada para cenas fortes e confesso que não curto muito livros assim... gostei da dica, mas fica mais pra frente, já que é bastante chocante.

    ResponderExcluir
  7. Cheguei a acompanhar o início dessa obra quando foi publicada no Wattpad. Mas logo vi que setia um tipo de leitura com a qual eu não queria proceguir. Temas pesados não me assustam, mas sei lá essa obra me incomodou bastante. Adoro saber que a escritora a publicou, já tive a oportunidade de folhear, a edição realmente é linda. Fico feliz em ver as pessoas obtendo suas conquistas pessoais. Mas com certeza jamais essa obra virá parar em minha estante.

    |amorlivresco.wordpress.com|

    ResponderExcluir
  8. Oie! Tudo bem?

    Infelizmente é uma leitura que passo, sem pensar duas vezes! Não pelo livro, mas sim por sua temática! Não tenho estomago para esse tipo de leitura, por isso não realizo a leitura!

    Bjss

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Nossa, que livro forte, não sei se teria coragem de ler pois sinto muita raiva desses tarados que são verdadeiros lobos em pele de cordeiro. Sinto uma vontade enorme de estrangular homens assim.
    Parabéns por sua resenha, muito realista.

    ResponderExcluir
  10. Oiii,

    Eu já li algumas coisas sobre a obra, e todas tem o mesmo ponto: é uma leitura forte e conflitante, que não nos deixa apaixonados e tal, mas é um ponto que desde o lançamento eu não espero rs. Eu quero muito ler, mas quero ler com tempo pra poder tentar entender os aspectos psicológicos e tal, então ta na minha listinha, mas não vou ler por agora rs.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  11. Eu ganhei esse livro em um sorteio e assim que terminar as leituras das parcerias ou vou pegar pra ler. Uma amiga minha leu e não curtiu nada, falou que é apelativo demais, que a autora só quis chocar, mas eu acho que vou curtir. Mesmo sem ter lido ainda eu acho que você tem razão, que não é um livro para qualquer um!
    Espero absorver bem a história para poder tirar proveito dela!

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Ainda não tive a oportunidade de ler esse livro, mas tenho muita vontade de ler, pois gosto de obras que chocam, alertam e fazem o leitor refletir. Entretanto, tenho medo que o intuito da autora tenha sido apenas chocar e que a história tenha ficado de lado.
    Vou tentar adquirir meu exemplar para ler e espero gostar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Eu morro de vontade de ler esse livro, mas não sei se no momento conseguiria porque não estou preparada psicologicamente para tudo o que está ali. Achei bem interessante mostrar essa mudança psicológica que a personagem sofre devido aos abusos.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Tenho lido várias resenhas sobre esse livro e a cada uma delas me convenço mais de que não estou no momento para este tipo de leitura.
    Só pela sinopse e pela resenha, já me sinto angustiada pela história da protagonista.
    Ando numa fase para leituras mais leves. Mas um dia quem sabe, eu me aventure nessa história tão triste.
    Um beijo

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  15. Oi, Nayla. Eu já li sim, mas infelizmente não gostei nadinha.
    Acho que a autora deu escorregadas graves no desenvolvimento da história... A personagem teve chances, antes mesmo da mudança de estado mental, de fugir, mas não foi o que ocorreu. E achei aquele final muito esquisito... O livro diz se basear em coisas reais, mas nenhum dos casos citados no final como fontes terminaram daquele jeito, bem hollywoodiano na minha opinião.
    Acho que criou-se muito alarde em volta desse livro, vejo por aí que ele é um livro necessário e um monte de outros adjetivos, mas, em termos técnicos, acho ele MUITO fraco. Uma pena, porque o assunto merecia algo melhor... Em breve sairá resenha dele no meu blog, caso queira conferir :)


    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir

imagem-fundo imagem-logo